4.12.2010

A realidade é aquilo que eu acredito


Nesse final de semana eu tive uma overdose de trabalho tão incrível que me fez perceber que o ridículo pode de fato tomar conta da vida de qualquer um. Ontem resolvi, então, fazer uma vingança simbólica: ficar acordado durante toda a madrugada não fazendo nada. Isso mesmo, não fazer nada, como um exercício calculado de ócio. Deu certo.

A madrugada rendeu uma evolução dos apontamentos para o novo texto que estou produzindo, o Narrativa Mitológica de Curitiba, relato de minha última visita aos amigos daquela simpática cidade. É um texto bem diferente de todos os que eu já fiz, pela mescla de realidade e fantasia que surge a cada momento. De qualquer maneira, tudo o que estará ali é verdade -já que a linha tênue entre verdade e ilusão que nos quiseram fazer acreditar não existe. Tudo é discurso, construção, vontade; lembro das últimas cenas de "A Montanha Sagrada" de Jodorowsky, da câmera se afastando e mostrando a equipe de filmagem, os atores e todo o resto ao mesmo tempo. Um filme é uma mentira, um conjunto de signos que se pretende real quando, na verdade, é apenas uma história. Mesmo a nossa vida não é, ao fim e ao cabo, aquilo que queremos lembrar? Tudo são escolhas. Eu, em geral, só faço as erradas. Deve ser por isso que eu não passo um dia sequer sem rir de tudo o que me acontece.

Narrativa Mitológica de Curitiba vai pro ar na quinta-feira. Isso pode ser mentira, aviso. Até lá, ouçam Crystal Castles. É a essência da AIDS em forma de música. Funciona muito bem, principalmente quando você está há 30 horas sem dormir nenhum segundo e luzes estranhas piscam no seu campo de visão. Eu teria medo dessas luzes no passado, sintomas de uma nova crise epiléptica. Mas a realidade é aquilo no que eu acredito -e eu não boto fé que vou cair no chão e começar a babar e tremer. Pelo menos, não hoje, não agora..

4 comentários:

  1. o filme do Jodorowsky se chama a ¨Montanha Sagrada¨ Holy Mountain. Curitiba sempre causa efeitos nas pessoas, vai ver é o clima, ou não.

    ResponderExcluir
  2. Le! Por alguma razao magica, ou sagrada, ou nao, nao consigo te responder pelo facebook e nao vou usar o e-mail para responder o seu recado enviado lah pois, esse post eh apropriado para o fazer.

    Foi um prazer receber voces aqui na pinheirolandia, e que tornemos essa celebracao anual convertendo a pascoa dos catolicos em uma comemoracao em que vale tudo, menos dar o cu, como jah disse antes o profeta futebolista, em uma radio catolica. Comemoracao a moda da queda, do nada e do coco. Afinaltudo que eh feito de coco, dah pra fazer de coco e sagrado o coco que morreu a golpes de facao ninguem comemora.

    A mixtape precisa de um texto apropriado e ser mixada, escolhi as faixas todas jah. :)

    Chutes na canela.

    Mario.

    ResponderExcluir
  3. Lis,
    Obrigado pela correção. Mereço chibatadas pela ausência de apuro ao escrever. E sim, sua cidade causa efeitos, para o bem e para o mal.

    Mário!
    Está sacramentado: Páscoa é evento a ser comemorado em Curitiba, com carne de javali, Kitnet, coco, hasrh, crack, Largo da Ordem e tudo o mais :-)))))
    Ansioso pela mix tape, carajo!

    Voadoras!

    ResponderExcluir
  4. Lê ... pouco me empolguei pelo tal texto (MENTIRA!), mas enfim, talvez tenha o mesmo sentimento, mas claro, não foi por caso de Curitiba, mas enfim (pouco importa os meios alucinógenos que alcanço o ecstase, e mal consigo dormir, mas só me resposnda a causa, que já entederei ... em simples SIM OU NNÃO ... rs

    Brincadeiras a parte, aguardo ancioso pelo novo texto.

    Um grande beijo.

    ResponderExcluir